Skip to content
31/12/2011 / nolimiar

Fim

Esta é a última postagem do ano e também a última deste blog. No limiar chega ao fim. Sei que alguns poderão estranhar, lamentar ou considerar a decisão precipitada. Mas adianto que não se trata de um abandono: penso criar em breve um novo blog (ou prosseguir com este, mas noutro formato, ainda não sei) para continuar próximo dos que me acompanham.

O horizonte temático que me propus de início, a fronteira de linguagens, poderia, é verdade, ser explorado indefinidamente. Mas a partir de certo ponto notei que as postagens começavam a formar uma espécie de livro, um livro de horas, com seus capítulos, retornos e marcas de calendário, e que isso exigia uma suspensão, um fim provisório e talvez um pouco arbitrário. Também porque meus recursos não são ilimitados. Para quem sempre escreveu com lentidão, ainda que movido por uma urgência diária, a natureza interativa e a velocidade do blog requerem outro tipo de disposição ou de abordagem. É para me reabastecer e me renovar, portanto, que eu paro aqui.

Neste último dia do ano, quero saudar os amigos e leitores invisíveis que durante dezessete meses me estimularam e fizeram que essa experiência se tornasse tão gratificante para mim quanto pode ter sido para eles. Desejo a todos um feliz ano novo, lembrando o que este fim significa: recomeçar.

Anúncios

14 Comentários

Deixe um comentário
  1. Flavio Wolf de Aguiar / dez 31 2011 09:08

    Obrigado Paulo
    Nestes meses e passos todos nos propiciaste – a nós leitores, “compañeros de ruta” – uma vivência tentacular pelos meandros da(s) linguagem(ns), em torno de um centro mutante na cor e na forma.
    Sim, virou um livro – e os livros chegam ao fim.
    Nos deixam o horizonte.

    • nolimiar / dez 31 2011 10:05

      Sim, Flávio, o horizonte sem fim da amizade. Um grande abraço.
      Paulo

  2. noemi / dez 31 2011 12:25

    paulo, se você fizer isso, tô de mal. pode criar um blog novo amanhã. o que vai ser de mim, de nós?

  3. vpaulics / dez 31 2011 13:45

    estou entre os invisíveis, os que chegam porque passam por aqui, por ali e eis, um blogue bom de se ler, acompanhar. agradeço seus textos e as pequenas pontes que os seus textos nos permitem, me permitem. e que no paralelo do tempo aparentemente apressado dos blogues, os livros aparentemente lentos se façam. que nos renovemos em horizontes no renovar dos calendários. um abraço, v.

    • nolimiar / jan 2 2012 17:07

      eu é que agradeço tua companhia, invisível V. Um abraço.

  4. Leda Cartum / dez 31 2011 18:15

    paulo,
    agradeço, sinceramente agradeço por todas estas palavras que você compartilhou conosco. agradeço por você ter aberto esta pequena fresta no meio da internet, esta fresta fina e por onde nos permitiu enxergar tantas cores, de tantos tons: tantas cores se cruzando no limiar uma da outra.

    boa passagem de ano para você.

    • nolimiar / jan 2 2012 16:53

      Obrigado, Leda, e prossiga este ano com os dias longos. Um beijo e feliz 2012.

  5. beatriz reinach / jan 1 2012 15:09

    Paulo,
    Esta tua ausência (por um tempo ou não) será sentida. Toda noite, em um ritual de “interiorização” lia/leio teu blogue. E você me propiciou momentos deliciosos, viagens fecundas, curiosas, interessantes, inéditas.
    Obrigada do fundo do coração….
    Espero, sinceramente, que encontre outro caminho para podermos continuar juntos… neste espaço virtual e tão real.
    beijos e feliz ano novo!
    bia

    • nolimiar / jan 2 2012 17:01

      Continuaremos juntos, Bia. Um feliz ano novo pra você.

  6. nolimiar / jan 2 2012 16:46

    noemi, eu tinha que fazer isso, pra ver o que acontece quando nada está acontecendo. Mas voltarei logo, espero, nas asas de um beija-flor. Beijos e feliz ano novo.

    • noemi / jan 5 2012 10:06

      Feliz ano novo, querido. Desculpe meu arroubo anterior. Claro que te compreendo e sei que você vem com coisas melhores ainda. beijos!

  7. Luiz Herique / jan 3 2012 11:48

    Desejo muitas realizações a você nas novas empreitadas.
    Comecei a acompanhar o blog há pouco tempo, mas a admiração já é grande.
    Segue o jogo, como diz o bordão dos comentaristas esportivos.
    Um abraço
    Luiz Henrique

  8. Eduardo dos Santos / jan 9 2012 00:14

    Lobo-guará mandou dizer: cuidado
    Lobo-guará está de olho
    Lobo-guará voltou pra floresta e uivou: treze dias, treze dias…

  9. guto / mar 2 2012 16:39

    não poderia ter acabado, heim paulo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: