Skip to content
28/12/2011 / nolimiar

O chamado e a chama

O músico e a música: a relação não é a mesma que entre o poeta e a poesia. Parece que lá não há distância, o músico está sempre na música. Está ou não está, é tudo ou nada. Há um mergulho no som (com sua exigência de um longo treinamento, de uma longa repetição), enquanto o poeta se mantém na linha d’água, na mediação do sentido. O poeta interpreta, o músico intervém. A poesia é um chamado, a música uma chama.

Anúncios

One Comment

Deixe um comentário
  1. Flavio Wolf de Aguiar / dez 29 2011 21:18

    E há a flama. Aquela entre uma e outra: a chama e a alma. O fogo e a sombra. Que a flama te acompanhe, Paulo, em 2012, aqui, agora e para sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: